Trajado de Tragédias

 

Vestido ou Pelado

Quando a miséria quer seus bens

Não tem pena do mal trajado

Ou das tragédias que lhe convém

 

Vamos a rigor

Para festa que personalidade e caráter não entra

 

Pode usar a camisa da preguiça

Vestir aquele paletó – de dó

Não esqueça na cabeça

Do chapéu cruel

E nas mãos, a mala sem alça…

 

Desafortunado é aquele vestido de vestígios:

Dos males da sociedade.

Coitado é aquele pelado, sem traje da verdade.

 

Os verdadeiros pedintes

Estão entre nós, a espreita da inveja

 

Mendigo não se traje

Ultraje…

 

 

Dedicatória:

Aos mendigos de Rua  – Os verdadeiros trajados de tragédias

Aos mendigos do nosso Contexto – Miseráveis que usam o terno do ultraje…

 

Anúncios

Político Edílico

politico.jpg 

Edílico é político lírico…

Seu nome coincidentemente gera seu renome : Vereador

Mas tanta rima é porque quando cita Senhor Edílico vereador, vereda dor…  

Em palanque, se põe ofegante

Toma partido de ofendido e faz pedidos…

Suas mãos gesticulam

Suas palavras articulam 

E no lugar de politizar, se faz poetizar… 

 “_Falar demais idealiza demasia

Fatalmente enfeita fantasias

A gosto, magoa demagogias” 

 “_Por isso, me recinto, e sinto…

No dever, de ver, antes de deveras dizer

Dizeres, dotado de desprazeres!” 

“_Mas vejo tanta gente, saindo pela tangente

São sujeitos indecentes, sendo regentes…

Da nobreza infame,

Enquanto quantos tolos são unânimes?” 

“_Ponham em clarividência suas evidências!

Furtar refuta, é fim de reformas e lutas…

Exijo extermínio ao exílio dos excluídos” 

“_Nobres amigos, políticos idílicos…

Faliu a fila da filantropia de quem surrupia

Pobres amigos, povo indefeso…

Meu pleito é teu leito!”  

Por isso que no plenário, vereador Edílico é lendário…

Graças a ele, a tradução 

Fica por conta de quem tem boa educação!

Algumas palavras de entendimento ao texto:

(Edílico = relativo a edil,Vereador)

(Idílico = Amoroso)

 (Demagogia = Anarquia, política de facções populares)

(Politizar = que insere consciência dos deveres e direitos políticos, a grosso modo, politicar)

 (Clarividência = Esclarecimento)

(Refutar =  Desaprovar)

 (Exílio = no figurativo: lugar desagradável para habitar)

 (Filantropia = no figurativo, ajudar a quem)

 (Surrupiar = Roubar)

 (Pleito = Questão em juízo, discussão, disputa)

(Leito = no figurativo: lugar de descanso)