Dissidências

fonte:Agência Carta Maior Crédito:Eduardo Seidl

fonte:Agência Carta Maior Crédito:Eduardo Seidl

No alvo da metrópole as posses,
decolam para mim e não para o outro,
que molambo na rua vive do escambo .

Não há outro, cozinhando as favas
e nada retendo aos dias ainda “in útero”
na coluna das dissidências;
rebate um fulgor ressabiado!

Alveja a matilha o jargão publicitário,
que torna crime qualquer inquisição

No entanto, num futuro utópico, não será mais preciso ostentar em
emblemáticas camisetas,o tom do sangue :

Em punhos cerrados
não há falhas:
Pátria de canalhas!

****

Fabio R. Vieira-Texto protejido conforme as Lincensa “Creative Commons”

***

Questões para(auto) análise:

quais os benefícios desse tipo de ação para o país? e para a postegarda reforma agrária?

o que vc acha desse tipo de ação ser financiada com dinheiro público?

esse tipo de prostesto não passa simplesmente (sempre) de uma manobra politica?

****

dados da imagem:

fonte:Agência Carta Maior

Crédito:Eduardo Seidl(foto)

*link direto da imagem para a reportagem

Anúncios